Home

IN-TRANSIT

IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER (1999-2009)

Projecto comissariado por _ PAULO MENDES

IN.TRANSIT

Plataforma instável para a acção e o pensamento independente na cultura contemporânea

+info _ PDF _ PROJETO IN.TRANSIT 1999_2010
             PDF _ IN.TRANSIT DOCUMENTACAO EXPOSIÇÃO FINAL

O projecto IN.TRANSIT é uma plataforma independente para a divulgação de projectos artísticos. Iniciou a sua actividade em 2002 dando continuidade ao projecto W.C.CONTAINER (1999-2001) situado num outro espaço do Edifício Artes em Partes localizado na Rua Miguel Bombarda no Porto.

O projecto W.C. CONTAINER durante três anos e dezassete exposições apresentou trabalhos de quarenta e nove criadores de diversas áreas. Da programação apresentada podem-se referir nomes como: Pedro Cabral Santo, Cristina Mateus, Leonor Antunes, Miguel Palma, Ângelo Ferreira de Sousa, João Pedro Vale, Pedro Tudela, Alice Geirinhas, Francisco Queirós, Pedro Amaral, Emídio Buchinho, Fernando Brito, Susana Mendes Silva, Alexandre Estrela, Liliana Coutinho, José Eduardo Rocha, Pedro Gadanho, Miguel Soares, João Paulo Feliciano, Alexandre Camarão, Inês Pais, Miguel Leal, Paulo Castro, João Fonte Santa, Gonçalo Falcão, Cláudia Ulisses, Vasco Araújo, António Rego, Didier Fiuza Faustino, Miguel Vieira Batista, Filipa César, entre muitos outros.
Este projecto teve início em Janeiro de 1999 tendo terminado em Dezembro de 2001.

Em Junho de 2002 iniciou-se o IN.TRANSIT que em mais de 40 exposições realizadas apresentou, entre outros, trabalhos de: João Maria Gusmão + Pedro Almeida Paiva, Miguel Soares, Martinha Maia, André Lemos, António Lago, Daniel Barroca, Eduardo Matos, Jim Avignon, António Caramelo + Fernando Ribeiro, Miguel Carneiro, Nuno Valério, João Pedro Vale, Manuel Santos Maia, André Alves, João Tabarra, Nuno Ramalho + Renato Ferrão, Marco Mendes, Luís Alegre, Carla Filipe, João Marçal, Miguel Ângelo Rocha, Vítor Reis, Maria Papadimitriou, João Ribeiro + José Filipe Costa, Arlindo Silva, Bento Duarte, Fernando Brízio, André Cepeda, Alexandre Estrela, Fernando José Pereira, Diana Andringa, Gustavo Sumpta ou António Olaio.


O IN.TRANSIT pode ser entendido como uma zona laboratorial, propondo-se que neste espaço os autores possam testar novos tipos de trabalho através de desafios propostos, tanto ao nível conceptual, como de parcerias de trabalho ou de apresentações site-specific. As obras apresentadas são sempre concebidas e desenvolvidas especificamente para este espaço expositivo.
O projecto IN.TRANSIT + W.C.CONTAINER apresentou numerosas exposições de arte contemporânea e de outras áreas, como arquitectura ou design, somando mais de 60 exposições com trabalhos de aproximadamente 120 artistas, contribuindo regularmente desde 1999 para a discussão dos contextos da arte contemporânea.

+++

IN.TRANSIT

Unstable platform for independent thinking and action in contemporary culture

The project IN.TRANSIT is an independent platform for the diffusion of artistic projects. It has started its activity in 1999, curated by Paulo Mendes.

IN.TRANSIT may be understood as a laboratorial zone, in this space being suggested that the authors be allowed to test new kinds of work through proposed challenges, not only in conceptual terms but also regarding work partnerships or site-specific presentations.

 

Produção executiva do projecto / project production executive
Plano Geométrico A. C.

 

+ info

INTRASIT VAIAS

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s